❕Hoje estou aqui para falar um pouquinho sobre a vídeoterapia. Com o caos do dia a dia, às vezes é complicado honrar todos os nossos compromissos e postergamos nossas sessões de terapia por conta disso.⠀
⠀ ⠀
❕Com a opção da vídeoterapia, o paciente economiza no tempo de deslocamento até o consultório e pode realizar sua sessão em qualquer lugar com acesso à internet.⠀
⠀ ⠀
❔Mas funciona mesmo?⠀
Existem diversos estudos sobre a viabilidade da psicoterapia online cujos resultados são favoráveis à prática e sua eficácia (PIETA, Maria Adélia Minghelli  and  GOMES, William B.. Psicoterapia pela Internet: viável ou inviável?).⠀
⠀ ⠀
❔Posso fazer SÓ vídeo terapia?⠀
A vídeoterapia não substitui a terapia presencial, porém é uma ótima alternativa para quem tem uma agenda muito cheia e não pode cumprir o horário fixo da terapia tradicional.⠀
⠀ ⠀
❔O que o Conselho Federal de Psicologia acha disso?⠀
O atendimento psicológico online é autorizado pelo CFP na Resolução 11/2018.⠀
⠀ ⠀
❔Onde encontrar psicólogos que atendam por vídeo terapia?⠀
Hoje contamos com uma plataforma incrível no mercado: a Terapia de Bolso. Ela fornece um diretório extenso de profissionais qualificados para que possamos escolher o mais adequado ao nosso caso. Além de tudo, a Terapia de Bolso fornece mais segurança que serviços como o Skype, já que foi desenvolvido especialmente para psicólogos e preza pela privacidade da informação que está sendo compartilhada ali.⠀
⠀
⠀
❓⁣Você é psicólogo? Já pensou em atender via vídeo? Vamos conversar por DM? ⠀

❕Hoje estou aqui para falar...

📓 As aulas voltaram e eu ainda estou tentando retomar o ritmo dos estudos. Não sei se você já teve essa sensação, porém, sinto que todo início de semestre, eu "esqueci" como se estuda. No momento estou revisando o conteúdo da minha primeira aula de Neurociências e tentando encontrar a melhor forma de memorizar o conteúdo.⠀
⠀
📔 No semestre anterior, passei a matéria a limpo com a ajuda do app Goodnotes. Mas acho que optarei por resumos digitais para esse semestre. Reescrever tudo no Goodnotes toma muito tempo e digitar no computador é muito mais rápido.⠀
⠀
❓ Como você revisa a matéria? Tem algum método que considera mais eficaz? Compartilhe suas dicas comigo nos comentários!⠀

📓 As aulas voltaram e...

📗Última leitura das férias: “SocialKillers.Com” de RJ Parker e JJ Slate.⠀
⠀
📘O que você está lendo no momento? ⠀
⠀

📗Última leitura das férias: “SocialKillers.Com”...

✨Todos nós temos nossas táticas e rituais para encarar a volta às aulas. Resolvi compartilhar o que gosto de fazer no início de cada semestre:⠀
⠀
💫Crie uma planilha para organizar suas leituras, entregas de trabalho, provas e outros prazos importantes;⠀
É mais prático que uma agenda e te ajudará a lidar com o volume alto de obrigações.⠀
⠀
💫Use o calendário do seu celular para controlar suas faltas;⠀
Anote cada falta como um compromisso na agenda. Fica mais simples para visualizar depois.⠀
⠀
💫Não deixe a matéria se acumular;⠀
Esse é um caminho sem volta. Reserve tempo da sua semana para colocar sua matéria em dia.⠀
⠀
💫Faça amizade com os veteranos;⠀
Eles tem dicas valiosas para a sua jornada.⠀
⠀
💫Encontre um método de estudos que se adeque ao seu estilo de aprendizagem; 
Lembre-se que nem sempre o método que funciona para outras pessoas funcionará pra você.⠀
⠀
💫Cuide de sua saúde física e mental.⠀
Isso é essencial. Se alimente bem, durma direitinho e não negligencie seu corpo e mente.⠀
⠀
❓O que você faz para se preparar para o novo semestre? Tem alguma estratégia bacana para compartilhar? Me conta aí nos comentários!

✨Todos nós temos nossas táticas...

📓Após um breve período afastada para colocar a a saúde em ordem, finalmente estou de volta! Hoje eu venho com algumas indicações de livros de Psicologia para quem não é psicólogo e nem estudante. Se você tem interesse pelo tema, porém, acredita que livros acadêmicos tem uma linguagem pouco acessível, eis alguns livros que tratam de Psicologia de maneira mais simplificada:⠀
⠀
📎O Livro da Psicologia - ⁣Evelyn Kay Massaro (Editora Globo)⠀
⁣📎Tudo o que você precisa saber sobre psicologia: Um livro prático sobre o estudo da mente humana - Paul Kleinman (Editora Gente)
📎Só Freud Explica - Joel Levy (Academia)⠀
⠀
❔Qual é o livro que você indica para quem tem interesse por sua área mas não é estudante/profissional? Vamos trocar dicas nos comentários!⠀

📓Após um breve período afastada...

[EFEITO HOLOFOTE]⠀
⠀
🔦Em “Psicologia Social”, David Myers define o Efeito Holofote como “a crença de que os outros estão prestando mais atenção em nossa aparência e comportamento do que realmente estão”.⠀
⠀
📍Quantas vezes você já deixou de fazer algo por acreditar que as pessoas estavam te julgando? E se eu te falar que existe uma grande possibilidade que tais pessoas nem ao menos notaram o que você estava fazendo ou deixando de fazer?⠀
⠀
👓Acreditamos ocupar o centro do palco o tempo inteiro, mas a verdade é que a atenção do outro não está sempre em nós. Liberte-se um pouco da crença de que as pessoas estão reparando em você e viva a vida com um pouco menos de preocupação.⠀
⠀
❓O que você já deixou de fazer por medo de ser julgado?

[EFEITO HOLOFOTE]⠀ ⠀ 🔦Em “Psicologia...

💭 Na faculdade é preciso desenvolver habilidades de pensamento crítico e aprender a selecionar fontes confiáveis para não cometer o erro de escolher uma referência equivocada para o trabalho acadêmico.⠀
⠀
⠀
❗Antes de incluir informações retiradas de artigo/livros, fique atento ao seguinte:⠀
⠀⠀
🚩AUTORIA: Quem escreveu isso? Existem outros artigos/livros escritos por essa pessoa? ⠀⠀
🚩AUTORIDADE: O autor desse artigo/livro é respeitado na área? É ou consultou um especialista para escrever isso? O site/publicação é confiável?⠀⠀
🚩CONTEXTO: Em qual contexto isso foi escrito? O artigo/livro é recente? Existe alguma atualização que foi omitida?⠀⠀
🚩PRECISÃO: Os fatos apresentados são relevantes para a discussão? A pesquisa utilizada é precisa/reconhecida na área?⠀
🚩PROCEDÊNCIA: Isso foi retirado de uma fonte primária (mais confiáveis, ex. artigo científico) ou secundária (podem ser tendenciosas, ex. blogs)?⠀⠀
🚩NATUREZA: O que está sendo apresentado é um fato (algo que pode ser comprovado como verdade) ou uma opinião? Nunca passe uma opinião como um fato.⠀⠀
⠀⠀
❓Quais fontes você usa para escrever seus trabalhos escolares? ⠀
⠀⠀
💫Fonte: Curso Critical Thinking in Global Challenges da University of Edinburgh⠀

💭 Na faculdade é preciso...

⠀
🎥Domingo é o dia ideal para colocar todas as preocupações de lado e assistir uns filminhos bem tranquilos. Fiz uma listinha com o que assisti/pretendo assistir hoje:⠀
⠀
📺Como Superar um Fora/Soltera Codiciada (2018)⠀
📺Oito Mulheres e um Segredo/Ocean’s 8 (2018)⠀
📺Entre Vinho e Vinagre/Wine Country (2019)⠀
📺Megarrromântico/Isn’t it Romantic (2019)⠀
📺Podres de Ricos/Crazy Rich Asians (2018)⠀
⠀
❓O que você assiste quando quer relaxar? Prefere comédia ou um filme de ação? Tem alguma indicação pra mim? Me conte aí nos comentários!

⠀ 🎥Domingo é o dia...

cinco modelos plus size que você precisa conhecer

Por Posted on 0 Comments Localização 4 Min Leitura
Quando penso em minha adolescência, as memórias mais recorrentes são sobre o relacionamento complexo com a imagem refletida no espelho. Naquela época, desenvolvi uma mania de cobrir qualquer curva/protuberância em meu corpo com o máximo de roupas possível. Eu não me via dentro do padrão de beleza e a melhor solução para tais “neuras” era esconder o que parecia excessivo.

Infelizmente, cresci numa época em que ser magra/alta era o combo ideal da beleza. Demorei para compreender que a pluralidade de nossos corpos era importante e que encaixar-se em um “padrão” não deveria ser minha prioridade.

Recentemente, estava lendo uma revista de moda e me deparei com uma entrevista com a Ashley Graham, uma das modelos plus-size mais disputadas da atualidade. Imediatamente pensei em minha juventude e como alguém como ela mudaria tudo para mim. Daria tudo para crescer em uma realidade em que as “Ashleys” estampassem as capas das minhas publicações favoritas. Eu entenderia muito mais cedo a importância de amar meu corpo e não ter medo de como as pessoas me veriam. Também teria me interessado mais por moda, sabendo que existem marcas que se importam com garotas como eu e que as queriam em suas passarelas.

Por isso, resolvi que ficaria mais atenta ao que se passava na carreira de tais modelos. Me senti motivada a apreciá-las e glorificar o que faziam. Para que essas (e muitas outras) mulheres incríveis continuem fazendo toda a diferença para meninas que ainda não aprenderam a amar seu corpo.

Essas são as cinco modelos plus-size que você precisa conhecer:

Precisamos falar sobre Ashley. Por mais que eu queira falar sobre as outras beldades da lista, não dá pra começar a falar sobre modelo plus-size sem reconhecer a importância de Ashley Graham para o meio.
Com um currículo impressionante, já foi capa de publicações como Vogue, Harper’s Bazaar, Glamour, Sports Illustrated e Elle. Mais recentemente, ela foi a garota dos sonhos do DNCE em seu vídeo clip “Toothbrush“.
Conhecida como referência quando o assunto é plus-size, ela demonstra ter um relacionamento muito saudável e inspirador com seu corpo:

“Não há muitas mulheres que falem sobre as suas imperfeições, como eu, e fico feliz por poder ser a voz que lhes diz que é normal ter celulite. Pensem e falem positivamente sobre os seus corpos e nunca se compararem a alguém”

Redes Sociais: Instagram // Facebook // Snapchat // Twitter

Barbie Ferreira ainda pode ser considerada “novata” no meio, com apenas vinte anos de idade, ela já soma quase 500 mil seguidores em seu Instagram. Filha de brasileiros, Barbie está em ascensão e foi considerada pela Teen Vogue uma das adolescentes mais influentes de 2016.

Quanto à sua carreira, Barbie já estrelou campanhas para a American Eagle, Urban Outfitters, ASOS e muitas outras marcas relevantes no mundo fashion. A modelo chama a atenção por se recusar a permitir que suas fotos sejam retocadas:

“Não ser retocada em imagens é algo muito importante para mim. As pessoas devem saber que é assim que eu pareço, sem a percepção de ninguém sobre como meu corpo deve ser”

REDES SOCIAIS: Twitter // Instagram

Bishamber Das é reconhecida não somente por ser a primeira modelo plus-size asiática da Grã-Bretanha, mas também por ser a segunda colocada no concurso Miss India Europe em 2014. Bishamber é a embaixadora do Curve Fashion Hub do eBay, já estrelou campanhas para marcas plus-size como a Yours Clothing e tem planos de lançar sua própria linha de roupas. Como muitas de nós, a modelo também precisou lidar com pessoas lhe dizendo que se não perdesse peso, nenhum homem nunca casaria com ela.

“Eu estava cansada das pessoas olhando para a minha aparência física e decidindo que eu não valia nada, quando na verdade eu era uma jovem brilhante que já havia alcançado tanto em minha vida acadêmica e profissional. Estava na hora de mulheres como eu tomarem um passo a frente e mostrarem ao mundo o que é diversidade”

REDES SOCIAIS: Instagram // Twitter // Facebook

Olivia Campbell é uma modelo britânica que chamou muita atenção ao tirar a roupa para um pequeno documentário sobre aceitar o próprio corpo. Olivia é mãe solteira e o racismo e bullying que enfrentou durante a infância, a motivaram a largar sua educação aos quinze anos de idade.

Hoje em dia, ela assume que levou um longo tempo para fazer as pazes com sua imagem e que não tem vergonha de usar a palavra gorda.

“Ao meu ver, gorda não é algo negativo. Eu sou gorda. Essa é só uma palavra para me descrever”.

REDES SOCIAIS: Instagram // Facebook
Philomena Kwao nunca sonhou em ser modelo. Crescida na Grã-Bretanha, ela acreditava que não havia espaço para mulheres negras que não se pareciam com a Naomi Campbell ou Jourdan Dunn. Quando um amigo enviou suas fotos para uma agência londrina chamada Models1, Philomena acabou vencendo uma competição e se tornou parte do casting.
Formada em Economia e com um Mestrado em Gestão Global de Saúde, Philomena é embaixadora da marca Torrid e sua beleza já estampou editoriais para sites e revistas como o i-D, Essence e etc…
Philomena acredita que beleza tem tudo a ver com se sentir confortável:

“Eu me sinto mais bonita quando estou em casa, vestindo moletom e assistindo cartoons. Em momentos como esse, eu sinto que posso baixar minha guarda e fico mais desinibida. Esse sentimento de total conforto é o que faz me sentir mais bonita”

REDES SOCIAIS: Instagram // Facebook // Twitter
Agora eu quero saber: O que você acha das modelos plus-size? Você acompanha o trabalho delas? Esqueci de mencionar alguém em minha lista? Me conte tudo nos comentários!
Imagens: Teen Vogue, Sports Illustrated, Galore Magazine, Instagram, Rebel & Romance Boudoir Photography e Torrid
XOXO
signature

Inscreva-se em minha newsletter!
Receba conteúdo exclusivo em sua caixa de entrada

Dê sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Quer receber conteúdo exclusivo na sua caixa de entrada? Inscreva-se na minha newsletter!

Previous
ctrl (sza)
cinco modelos plus size que você precisa conhecer